18 de mai de 2010

Comunicação, Cultura e Juventude no Intercom Sul 2010

Palestra de abertura na Feevale enfatiza redes sociais e visão do jovem em relação ao meio ambiente

Por: Aline Reis e Maria Carolina Lippi, de Novo Hamburgo, RS

Começou ontem o XI Congresso da Intercom Sul, esse ano realizado em Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul. Mais de 1700 pessoas participam do evento que reúne teóricos, professores e estudantes de comunicação social do Paraná, Santa Catarina, além dos gaúchos.

Estiveram presentes na conferência de abertura o prefeito da cidade Tarcísio Zimmermmam, a professora coordenadora do Intercom Sul Paula Phull, o presidente da Intercom, Antônio Hohlfeldt e a professora doutora em comunicação Raquel Recuero, da Universidade Católica de Pelotas.

Racuero falou sobre as redes sociais e sobre a importância que elas têm no que diz respeito à comunicação e à socialização. “A gente é diferente [na web] porque é fácil ser diferente com um monte de gente igual a gente”, disse a doutora durante a palestra, fazendo uma reflexão crítica sobre os sítios de relacionamento como o Orkut.

A pesquisadora ainda falou sobre a vida em rede: hipermidiática, pública e coletiva, segundo ela. “O canal de comunicação de 80% dos brasileiros entre 10 e 24 anos é a internet, por isso, a inclusão social para muitos é o Facebook, o Orkut e o Twitter”.

Outro ponto abordado na palestra foi o conceito de sustentabilidade. O diretor da MTV/RS, Vitor Faccioni mostrou um vídeo de 30 minutos que mostrava o que os jovens entendem por sustentabilidade. Algumas partes causaram risos na plateia, risos que por vezes eram de indignação, como no caso do estudante de jornalismo da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Daniel Ito Isaia. “Quando um jovem não ‘está nem aí’ com a sustentabilidade mostra como a mídia é deficiente. Isso é conseqüência da indústria cultural e das ações midiáticas feitas de forma irresponsável e descompromissada”.

Após as explanações dos palestrantes a assembleia pôde fazer perguntas durante quinze minutos e, em seguida, a prefeitura de Novo Hamburgo disponibilizou transporte para um tour cultural e comercial pela a cidade. À tarde, houve mesas do Intercom Júnior, Expocom e trabalhos da Publicidade e Propaganda bem como Relações Públicas. Durante a noite houve oficinas focadas na reflexão sobre comunicação, principalmente na área jornalística, além de outras palestras e apresentações culturais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário